Bicuda

Distribuição Geográfica

Regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul (do Amapá ao Rio Grande do Sul).

Descrição

No Brasil cinco espécies da família Sphyraenidae são conhecidas por Bicuda: Sphyraena guachancho (bicuda), Sphyraena borealis (bicuda) Sphyraena picudilla (bicudinha, barracudinha), Sphyraena sphyraena (bicuda da lama) e Sphyraena tome. São peixes de escamas; corpo alongado e um pouco comprimido; boca grande com dentes caninos. A coloração geral é prateada com dorso mais escuro e algumas faixas escuras, indistintas, nos flancos. O último raio das nadadeiras dorsal e anal é alongado. Na maior delas, a Sphyraena guachancho, as nadadeiras pélvicas e anal possuem a margem preta e a caudal uma faixa preta nos raios medianos. Pode alcançar 1m de comprimento total e 5kg.

Ecologia

Espécies costeiras, de superfície, muito comum nas proximidades dos recifes e ilhas. Vivem em cardumes pequenos ou grandes, sendo que os indivíduos maiores são solitários. Alimentam-se de peixes e crustáceos. Tem valor comercial em algumas regiões e é importante para a pesca esportiva.

Equipamentos

Equipamento do tipo médio e linhas de 10 a 20 lb.

Iscas

Iscas artificiais, como plugs e colheres, e iscas naturais, peixes pequenos.