Piranha Vermelha

Nome Popular: Piranha-vermelha, Piranha-caju.
Nome Científico: Pygocentrus nattereri.
Família: Characidae.
Distribuição Geográfica: Bacias amazônica, Araguaia-Tocantins, Prata, São Francisco, açudes do Nordeste.

 

Descrição:
Peixe de escamas; corpo rombóide e comprimido; focinho curto, arredondado, mandíbula saliente e dentes afiados. Entre todas as piranhas é a que possui o focinho mais rombudo. A coloração é cinza no dorso e avermelhada no ventre e na região inferior da cabeça; as nadadeiras peitoral, ventral e anal são alaranjadas. Alcança 30cm de comprimento total.

Ecologia:
A piranha vermelha é a espécie mais comum. Ocorre em lagos e lagoas de águas barrentas e vive em cardumes pequenos ou até com mais de 100 indivíduos. É uma espécie piscívora e, como forma grandes cardumes, pode ser perigosa em determinadas situações. Em algumas regiões, a piranha vermelha é bastante apreciada, principalmente para fazer o famoso caldo de piranha, considerado afrodisíaco.

Equipamentos:
Equipamento do tipo médio; linhas de 14, 17 e 20 lb.; e, anzóis de n° 3/0 a 6/0.

Iscas:
Peixes em pedaços, vísceras e iscas artificiais de meia água.

Dicas:
O pescador deve ter muito cuidado ao manusear esse peixe, pois qualquer descuido pode acabar em acidente sério