Traira

Nome Popular: Traíra.
Nome Científico: Hoplias malabaricus.
Família: Erythrynidae.
Distribuição Geográfica: Bacias amazônica, Araguaia-Tocantins, São Francisco, Prata e do Atlântico Sul.

 

Descrição:
Peixe de escamas; corpo cilíndrico; boca grande; dentes caninos, bastante afiados; olhos grandes; e nadadeiras arredondadas, exceto a dorsal. A cor é marrom ou preta manchada de cinza. Chega a alcançar cerca de 60cm de comprimento total e 3kg.

Ecologia:
Predador voraz, solitário, que pode ser encontrado em águas paradas, lagos, lagoas, brejos, matas inundadas, e em córregos e igarapés, geralmente entre as plantas aquáticas, onde fica a espreita de presas como peixes, sapos e insetos. É mais ativo durante a noite. Apesar do excesso de espinhas, em alguma regiões é bastante apreciado como alimento.

Equipamentos:
Equipamentos leves; linhas de 10 a 20 lb.; anzóis de n° 1/0 a 6/0; recomenda-se o uso de empates.

Iscas:
Iscas naturais: peixes e miúdo de frango. As iscas artificiais como spinnerbaits, spinners, poppers e sapos de borracha também são muito utilizadas.

Dicas:
Ao pescar com iscas naturais, use chumbo acima da isca e bata na água. O barulho